Contra Santana - Encerrado a 10.03.2005

terça-feira, outubro 05, 2004

Esquerdismos

Entraram no domínio dos postulados as afirmações "Ala Esquerda do PS" e "Alegre está mais à esquerda do que Sócrates". No domínio das posições políticas, esta afirmação devia ser contudo encarada como teorema a demonstrar: A posição X é mais a esquerda do que a posição Y, Alegre defende X e Sócrates Y, logo Alegre está mais à esquerda.
A verdade é que a "ala esquerda" só é capaz de justificar essa designação nas questões simbólicas (como a leitura das moções demonstra); nada no percurso político de Sócrates (nomeadamente na sua actuação governativa) o aponta como homem da direita do partido, a não ser esse pecado capital de um dia ter afrontado uma posição de Manuel Alegre.
Daí a importância de trazer a discussão das alianças para a frente do debate. A maneira da "ala esquerda" se afirmar como tal foi dizer ao PS e ao país "vejam como nós somos simpáticos com os partidos à nossa esquerda! Não somos verdadeiros esquerdistas?".
É essa procura de uma caução política à esquerda que foi rejeitada no Congresso. O PS sabe que pode ter que fazer alianças com outras forças de esquerda - mas elas serão, do ponto de vista do PS, um mal necessário, exigido pelo interesse nacional. Não podem e não devem ganhar centralidade estratégica.


 
FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com