Contra Santana - Encerrado a 10.03.2005

quinta-feira, outubro 21, 2004

Gestão integrada de recursos humanos

Foi ao abrigo de tão pomposo chavão que PSL sacou mais um coelho da cartola; a saber: os professores que estejam no desemprego - ou com horário zero - poderão ir assessorar os senhores juízes nos os tribunais para, ao que se presume, tentar imprimir uma maior celeridade ao (muito) lento ritmo da justiça portuguesa.
Obviamente que a associação sindical dos juízes, bem como os 255167161 sindicatos que representam os professores, já vieram contestar a ideia considerando-a totalmente desprovida de senso e invocando que as funções para as quais cada uma das classes está vocacionada não têm qualquer ponto de tangência.
Eu, pela minha parte, por uma vez tenho que dar o braço a torcer e reconhecer que não só PSL está certo como, ademais, ele tem legitimidade para propor tal medida atento o facto de ter dado o exemplo. Efectivamente, parece-me claro que as funções de noctívago e de primeiro-ministro não são minimamente compatíveis e no entanto ele saltou de um lado da barricada para o outro. Na verdade, com o desemprego que começa a grassar entre os noctívagos beberrões (desemprego esse explicado em grande parte pelo valor obsceno do que se cobra por uma bebida na noite deste país), PSL, ao abrigo da já propalada GESTÃO INTEGRADA DE RECURSOS HUMANOS, decidiu, temporariamente, ir desempenhar as funções de primeiro-ministro. Foi pena que, à altura, nenhuma associação sindical do sector (leia-se, por exemplo, o Lâmpada) tenha também barafustado...

1 Comments:

Enviar um comentário

<< Home


 
FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com