Contra Santana - Encerrado a 10.03.2005

sexta-feira, novembro 26, 2004

Está tudo doido (reprise)

É sempre arriscado comentar decisões judiciais a partir da leitura dos jornais - é frequente que da truncagem das citações pelo jornalista, para demonstrar um certo ponto de vista, somada à sua ignorância jurídica, resulte uma visão deturpada dessas sentenças.
Não faço assim ideia se a redução de uma pena, de 14 para 11 anos, para alguém que matou a mulher, relatada pelo público ontem, é uma decisão justificada ou não. Mas não estou a ver em que diabo de contexto se podem citar estes factos como circunstâncias atenuantes que justifiquem redução da pena:

"deixou algumas vezes esturricar a comida que confeccionava; chegou a sair e a chegar a casa de noite; ia tomar café a um estabelecimento de cafetaria e não deu conhecimento ao arguido de uma deslocação; chegou a mostrar a barriga quando se encontrava junto de pessoas amigas e se falava da condição física de cada uma delas".

Pode um tipo viver num país em que o poder supremo da judicatura está entregue a gente que assina textos destes?
A minha campanha pessoal pela criação do círculo judicial das Berlengas acaba assim de ser expandida: as Berlengas precisam também de um tribunal superior.


 
FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com