Contra Santana - Encerrado a 10.03.2005

segunda-feira, janeiro 10, 2005

A doença infantil do sistema eleitoral

Faz parte do folclore político do período de elaboração de listas o debate em torno do sistema eleitoral. Nomeadamente a defesa de círculos uninominais de candidatura, por exemplo, por Augusto Santos Silva, António Barreto , ou Filipe Nunes (Vital Moreira parece, por ser turno, ter arrefecido no seu entusiasmo face à solução).
Eu próprio já defendi que o problema do sistema era a personalização, estando resolvida a questão da Governabilidade "Depois das maiorias absolutas do PSD em 1987 e 1991, e das maiorias “absolutamente inequívocas” do PS em 1995 e 1999".
Hoje pergunto-me se não caí - juntamente com a generalidade da esquerda - numa armadilha. O elevado limiar que o sistema exige para uma maioria absoluta de um só partido, a a tendência do BE e PCP para verem o PS como inimigo principal, podem levar à alternância entre governos minoritários do PS e governos maioritários da direita, sem que a esquerda alguma vez disponha do horizonte de segurança necessário a qualquer reforma - viu-se nos governos de Guterres como esse ambiente não ajuda.

As declarações de guerra do BE a que se refere Vital Moreira só me levam a pensar que o PS tem que se deixar de pruridos com formas de compressão da proporcionalidade que belisquem a representação do BE e do PCP. Em muitos países, o seu número de votos não representaria qualquer mandato. Com eles, já se viu, não há governabilidade à esquerda. Veremos no dia 20 se me engano.

P.S. (de post-scriptum) É o meu primeiro tiro de 2005. Bom ano para todos.

1 Comments:

  • "o PS tem que se deixar de pruridos com formas de compressão da proporcionalidade que belisquem a representação do BE e do PCP. Em muitos países, o seu número de votos não representaria qualquer mandato"
    Pois é. Mas este "deixar-se de pruridos" significa um golpe de estado contra a democracia. Significa que um ou dois partidos se aproveitam da sua ocasional chegada ao poder com uma determinada lei eleitoral para alterarem essa mesma lei de modo a impedirem os outros partidos de terem qualquer representação.

    By Anonymous Anónimo, at 8:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


 
FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com