Contra Santana - Encerrado a 10.03.2005

sexta-feira, fevereiro 04, 2005

O rescaldo (possível)...

Não sei qual foi o elemento mais trágico de ontem: se a total falta de ideias transmitidas pelos candidatos ao país, se o costumeiro exercício de lambe-botismo protagonizado por Luís Delgado no debate que se seguiu na SIC Notícias ao (putativo) debate.
No mais, que se pôde extrair do debate? Sócrates levou meia dúzia de frases feitas sobre algumas "bandeiras", mas nunca conseguiu concretizar o modus operandi das mesmas se o PS for chamado a formar governo; o nabo do Lopes nem ideias levou, a não ser a do bota-abaixo sistemático das (poucas) ideias apresentadas por Sócrates tendo cometido, inclusivamente, uma deslealdade política ao tentar mesclar mais do que um conteúdo programático dos socialistas em ordem a tentar demonstrar que as promessas do PS seriam irrealizáveis.
No mais, mantenho o que aqui disse anteriormente: os media também têm muita culpa no nível rasteiro da campanha: efectivamente, num debate de 90 minutos parece-me excessivo perderem-se 15 para discutir boatos... o que teve como consequência não se ouvir aos candidatos uma única palavra sobre questões tão candentes como, por exemplo, a Constituição Europeia!
Uma nota final: não sei quem escreveu os sound bites de Sócrates, mas tenho que reconhecer que dizer ao asno do Lopes que nem os seus companheiros partidários queriam fazer campanha ao lado dele, é, no mínimo, assassino... :-)


 
FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com